Noticias

30-11--0001


Mais de 1.200 apicultores e técnicos participaram da Jornada Técnica de Apicultura de Santa Catarina realizada entre os dias 6 e 20 de agosto. A primeira jornada do estado é uma realização da Epagri, Sebrae e Federação das Associações de Apicultores de Santa Catarina (FAASC). O objetivo foi capacitar e levar informações e tecnologias para continuar garantindo que tenhamos mel de qualidade - temos o melhor mel do mundo, eleito nos últimos congressos Apimondia, em 2014, na Ucrânia, em 2016, na Coréia do Sul e em 2018, em Istambul - e a maior produtividade no Brasil, em torno de 68 kg por km². Para o presidente da FAASC, Nésio Fernandes de Medeiros a jornada foi fundamental, “pois o apicultor que não se profissionalizar e não fizer o manejo correto, tende a desaparecer”.

Durante a jornada técnica foram realizados seis seminários regionais nos municípios de Xanxerê, Campos Novos, Tubarão, São Joaquim, Canelinha e Agronômica. Além disto aconteceram dois cursos de apicultura em Chapecó e São Joaquim para 65 técnicos, ligados a diversas instituições que atuam em apicultura no estado. Produtores do município de Orleans foram contemplados através de consultoria e dias de campo. Essas parcerias entre os orgãos para qualificação dos produtores é uma característica bastante especial de Santa Catarina e faz uma diferença muito grande, de acordo com Nésio. “Nosso estado tem se destacado em qualidade e produção porque as entidades se juntam em um objetivo comum e as parcerias tem sido cada vez mais fortes”.

Foram abordados assuntos como nutrição de abelhas, melhoramento genético nos apiários, manejos para alta produtividade, preparos das colmeias para melhor aproveitamento das floradas e orientação aos produtores sobre cuidados para a manutenção da saúde no seu trabalho diário. Nos encontros, além de discussão de assuntos do setor, foram encaminhadas ações de curto, médio e longo prazo.